Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Projecto para pescadores de Fogo e Brava recebe Prémio Antonio Feltrinelli 2017 em Itália

Da autoria do Padre Ottavio Fasano, projecto foi considerado "uma obra moral e humanitária excepcional".

A Associação Missionária para o Desenvolvimento e Solidariedade (AMSES) fundada pelo Padre Ottavio Fasano, foi distinguido no dia 10 de Novembro em Roma, Itália, com o Prémio Antonio Feltrinelli 2017, pela Academia Nacional de Lincei, com o projecto para os pescadores das ilhas do Fogo e da Brava.

Para o padre Ottavio Fasano, a missão é viver o Evangelho e após 50 anos de vida pastoral em favor de Cabo Verde esta certeza ficou-lhe ainda mais cristalina.

“Esse reconhecimento revela a concretização do Evangelho, junto da mulher e do homem de hoje. É uma escolha a favor dos pobres para dar um meio de crescimento, desenvolvimento e promoção da dignidade da vida, da família e da sociedade", salientou Ottavio Fasano.

O projecto, considerado digno de ganhar o Prémio Feltrinelli 2017, um dos mais prestigiados prémios italianos, criado pelo empresário e artista Antonio Feltrinelli, vai ser implementado no decurso de 2018.

A iniciativa almeja não só desenvolver a actividade da pesca nas ilhas do Fogo e da Brava, mas também criar melhores condições para os pescadores destas ilhas que ainda exercem a sua actividade de forma artesanal.

Sem esconder a satisfação, o presidente da AMSES, Guido Botto, que esteve presente no evento, frisou que este reconhecimento da Academia Nacional de Lince é uma honra para a AMSES.

“O nosso projecto premiado é fruto do trabalho de um grupo de voluntários que colocaram o coração antes do seu profissionalismo”, disse Guido Botto, destacando os benefícios que os pescadores das ilhas do Fogo e da Brava vão ter e o impacto positivo na confiança e esperança a dessas populações.

“O nosso compromisso é continuar nesta direcção pensando em metas cada vez mais ambiciosas”, reforçou Guido Botto.

A cerimónia decorreu na presença dos presidentes das câmaras municipais de S. Filipe, Jorge Nogueira, e dos Mosteiros, Fernandinho Teixeira. Com o apoio destas duas autarquias da ilha do Fogo, a implementação do projecto vai ser feito pela Associação de Solidariedade para o Desenvolvimento Económico (ASDE).

Com o objectivo de formar e proporcionar autonomia à população cabo-verdiana, a AMSES tem vindo a contribuir para o desenvolvimento de Cabo Verde através da implementação de projetos de solidariedade em diversas áreas.

A Academia Nacional de Lincei, a mais antiga academia científica do mundo e a maior instituição cultural italiana, foi fundada em 1603 e que teve Galileo Galilei como um dos seus primeiros sócios.

terça, 14 novembro 2017 17:46

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version