Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Fogo: Águabrava vai instalar 2500 contadores de alta precisão

A empresa intermunicipal de águas, Águabrava, através de financiamento da Cooperação Luxemburguesa, adquiriu um lote de 2500 contadores de maior precisão para substituir os com mais de 10 anos de uso e para as novas ligações domiciliárias.

 

Os contadores e acessórios, segundo adiantou a empresa à Inforpress, já estão na ilha do Fogo e em fase de testes, antes de serem utilizados. O administrador/delegado, José Rodrigues, explicou que agora a prioridade vai ser a substituição dos contadores cujo tempo útil de vida já expirou, os que estão avariados e a utilização nas novas ligações domiciliárias, de modo a evitar a perda comercial.

A empresa pretende negociar com a Cooperação Luxemburguesa um novo lote de mais de dois mil contadores.

Segundo aquele responsável da empresa de fornecimento de água, há vários clientes que deixam as torneiras quase fechadas com a água a pingar durante o dia já que os contadores actuais não são capazes de fazer a leitura neste sistema, prejudicando a própria empresa, mas com os novos contadores, certificados pelo Instituto de Gestão de Qualidade e Património Intelectual, essa prática deixa de existir.

A Águabrava, pelos cálculos de consumo, presume que cerca de 35 por cento (%) dos seus clientes, mais de 3.600, que pagam em média uma tonelada mensal de consumo, recorre a esta prática, prejudicando a empresa em cerca de quatro mil e quinhentos contos mensais.

Segundo José Rodrigues, estes clientes pagam a tarifa mínima de 410 escudos, correspondente a taxa de prestação de serviço, mas o consumo efectivo oscila entre duas a três toneladas, lesando assim a empresa.

Com a introdução dos novos contadores a empresa vai reduzir a perda comercial e com a introdução do sistema de energia renováveis, a Águabrava, prevê recuperar cerca de 75 mil contos por ano, o que vai permitir a manutenção da tarifa ou mesma a sua redução, mesmo que venha ocorrer aumento tarifário da água ou aumento do preço de energia eléctrica.

Outros projectos que a empresa pretende implementar passam pela instalação de um sistema autónomo de tratamento e qualidade da água os municípios de São Filipe, Santa Catarina e Brava, à semelhança do instalado no município dos Mosteiros, no quadro do projecto financiado pelo MCA, devendo a Águabrava apresentar essa proposta à cooperação luxemburguesa para a sua efectivação em 2018.

quarta, 08 novembro 2017 11:15

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version