Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Doenças mentais em ambiente laboral ou quando o cérebro não aguenta

Demonstrar a relação entre o trabalho e algumas doenças mentais é um dos principais desafios dos profissionais de saúde.

 

A constatação é da psicóloga da Delegacia de Saúde de São Vicente, Eurídice Lima, que falava à imprensa no âmbito das actividades realizadas no Mindelo para assinalar o Dia Mundial da Saúde Mental. Segundo a técnica, o objectivo é mostrar que os distúrbios psíquicos não são causados apenas por problemas pessoais.

“Esse nexo causal trabalho e saúde mental é de uma grande responsabilidade para os profissionais de saúde, no sentido de mostrar que muitas vezes podemos adoecer, ter distúrbios psicológicos ou psiquiátricos derivados de problemas no trabalho”, afirma.

 

 

São várias as patologias que podem ser desenvolvidas no local de trabalho, sendo o síndrome de burnout [um esgotamento profissional mental e físico que é provocado por stress crónico no local de trabalho] uma das consequências do ritmo actual. Por isso, a psicóloga alerta para a necessidade de se conhecer os sinais, para trabalhar na prevenção.

“Temos que ter em atenção as mudanças comportamentais, a falta de paciência, agressividade, mudanças  de humor. Esses são alguns dos sinais que nos alertam para termos mais atenção com a nossa saúde mental”, aponta.

Quanto às causas, muitas são evitáveis.

“Sobrecargas de trabalho, problemas a nível da competitividade, mau relacionamento no local de trabalho", exemplifica.

Eurídice Lima sublinha que a qualidade de vida é uma das armas de prevenção do esgotamento.

 

 

 

terça, 10 outubro 2017 15:12

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version