Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Dia Internacional do Professor comemorado com tristeza em Cabo Verde - SINDEP

Nicolau Furtado Nicolau Furtado

O Dia Internacional do Professor, comemorado hoje, 5 de Outubro, é celebrado com sentimento de tristeza no seio dos docentes cabo-verdianos, disse ontem o presidente do SINDEP.

 

À Inforpress, o líder do Sindicato Nacional dos Professores, Nicolau Furtado justifica a sua posição com a “não resolução dos muitos problemas” que há vários anos vêm afectando a classe, nomeadamente o não pagamento dos subsídios pela não redução da carga horária de 2012 a 2015, das progressões de 2014 e as reclassificações de 2014 a 2017.

Nicolau Furtado afirma que as negociações com a tutela têm sido quase infrutíferas, não havendo nenhuma calendarização para os pagamentos referentes aos anos de 2012 a 2015.

“Ficaram ainda por pagar as progressões de 2014”, diz.

Por outro lado, Nicolau Furtado adianta que há vários professores que, apesar de terem prestado serviço ao Ministério da Educação em anos anteriores, não foram admitidos ao concurso, continuam desempregados, quando a promessa do actual Governo era de aumentar o emprego.

“São professores que trabalharam um ou dois anos e que depois não foram admitidos ao concurso e que agora estão desempregados a passar fome com os seus filhos. Em vez de aumentar o emprego este Governo está a aumentar o desemprego”, entende.

Nicolau Furtado considera ainda que há uma desorganização total do Ministério da Educação “e isto mostra que o ministério não está preparado para abertura do ano lectivo, sobretudo com esta mudança”.

O líder do sindicato refere-se essencialmente aos erros nos novos manuais escolares. Nesta questão o SINDEP já manifestou a sua posição, defendendo a retirada dos livros do mercado.

quinta, 05 outubro 2017 07:39

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version