Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP) acusou, hoje, a direcção do Hospital Baptista de Sousa (HBS), em São Vicente, de alegadamente ter impedido a presença sindical numa reunião que a unidade hospitalar teve, esta quinta-feira, com os trabalhadores dos serviços operacionais.

 

A denúncia foi feita, em conferência de imprensa, pelo delegado sindical Baltazar Oliveira. O representante dos trabalhadores afirma que reunião foi realizada a pedido do próprio sindicato e, por isso, entende que o SINTAP tinha o direito de estar presente no encontro, no sentido de ouvir as preocupações dos funcionários e as respectivas soluções da direcção Hospitalar.

“Fui surpreendido pela directora que me impediu de estar na sala de reunião, nem como delegado, nem como funcionário”, afirma.

O secretário permanente do sindicato, Eduardo Fortes, considera que se trata de uma situação grave e acusa o Hospital Baptista de Sousa de violar a lei sindical.

“A situação é extremamente grave. Estamos solidários com o nosso delegado que tem feito um bom trabalho e se ele está a incomodar, paciência. Agora, essa atitude é uma violação da lei sindical, é obstaculizar a liberdade e acção sindical, no local de trabalho, é tentar fragilizar o trabalho do delegado sindical no Hospital Baptista de Sousa e a contribuir para um conflito completamente desnecessário”, acusa.

Da parte do Hospital Baptista de Sousa, até ao momento não foi possível obter uma reacção, alegadamente pelo facto de a direcção estar em reunião.

 

sexta, 16 junho 2017 12:30

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version