Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

O pai cabo-verdiano em números

O dia do pai foi ontem, mas nunca é tarde para pensar a data e a parentalidade em Cabo Verde. Com a ajuda do Instituto Nacional de Estatística, aqui ficam algumas curiosidades sobre o pai cabo-verdiano.

 

Mais de metade das crianças vive sem a presença do pai e menos de 5 por cento dos menores de 18 anos vive só com o seu pai. Perto de 14% não tem o nome do pai. Confira mais informações na infografia. 

 

segunda, 20 março 2017 09:43

5 Comentários

  • Joana Inês Sá 21-03-2017 Reportar

    Iniinfelizmente, dos seres mais irresponsáveis que Deus ao mundo vem dando. O pai cabo-verdiano, sobretudo nos baixos extratos sociais. Irresponsáveis, Até dizer chega...

  • Rody 20-03-2017 Reportar

    Infelizmente é a nossa sociedade! Feita de homens machistas e promíscuos educados desde criança para serem assim, muitas das vezes pelo exemplo que tem em casa. São eles os responsáveis pelas crianças que vivem só com a mãe, porque como promíscuos e irresponsáveis não assumem os filhos foram de casamento ou porque consequentemente a família é separada e a mãe acaba sempre por ficar com os filhos crescendo com pai ausente. Enquanto o homem pai não é responsabilizado legalmente, continua a gerar filhos para as mães cuidarem. A educação das crianças exigem muito dos pais e quando a tarefa não é partilhada pelos dois, alguma coisa fica a faltar e daí os reflexos que presenciamos na nossa sociedade, Salvo excepções nos dois casos:Crianças bem educadas em famílias monoparentais e crianças problemáticas em famílias biparentais.

  • Helena Silva 20-03-2017 Reportar

    Triste realidade! E desses 44, 1% que vivem com os pais, tem um nº considerável cujas mães sacrificam a sua felicidade, e vida inteira, aceitando traições, filho fora, etc, só para a felicidades dos filhos, a tentar dar o melhor para eles, mantendo a "família", pai e mãe juntos. . Coitada da mulher cabo-verdiana!

  • Flávio Monteiro 20-03-2017 Reportar

    Não é uma vergonha, mas sim fruto da nossa sociedade, a sociedade nunca educou os meninos para serem bons Paes, essa (Sociedade)k diz ser uma vergonha, educa os rapazes para serem machistas, mulherengos. Só para ver, pergunta a si mesmo se uma mulher abandonar un filho/a como sera tratada, e for o pai? A sociedade é raiz de todo esse mal. Temos de mudar de paradigma, dividir tarefas, pq a mulher merece respeito e reeducar nossos filhos/a, pq a familia só o será, no dia k o homem e mulher respeitarem mutuamente, em tudo, tarefas, responsabilidades, cabe a nos educar nossos filhos para geração de pais responsáveis.

  • Costa 20-03-2017 Reportar

    É uma vergonha! A isto se chama - "orfãos de Pai vivo"! Homens de cabo Verde, tenham vergonha isso sim!

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version