Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Tartarugas regressam a Quebra Canela para desova

As tartarugas regressaram este ano, para desova, numa das principais e mais movimentadas praias da capital do país, Quebra Canela, “correndo sérios riscos de serem capturadas”, mas as autoridades já estão em alerta.

 

O fenómeno repete-se quatro anos depois. Segundo Amarílio Barros, sócio-gerente da esplanada Kebra Kabana, a poucos metros da praia, as tartarugas procuram o local sempre a noite, correndo sérios riscos de serem capturadas. Em entrevista à agência Lusa, o responsável explicou que as primeiras tartarugas começaram a aparecer há cerca de 15 dias.

À Lusa, Amarílio Barros garante que tentou alertar as autoridades competentes para o facto, mas não obteve resposta, pelo que optou por proteger as tartarugas pelos seus próprios meios, no âmbito da responsabilidade social do estabelecimento comercial.

A praia de Quebra Canela, a poucos quilómetros do centro, é a mais frequentada da cidade da Praia, pela população local e por turistas, sobretudo nos fins-de-semana e época de férias.

Contactada pela Lusa, Sónia Araújo Lopes, da Direcção Nacional de Ambiente, afirma que a instituição teve conhecimento há dois dias do aparecimento de tartarugas na praia de Quebra Canela e que já está a trabalhar para alertar a população.

Também avança que foi reforçada a segurança e protecção da zona, em colaboração com a Polícia Marítima e Polícia Nacional.

Sónia Araújo assegura que esta não é a primeira vez que tartarugas tentam desovar na praia, sendo que este ano, excepcionalmente, tem havido muitas desovas nesta zona, muito frequentada para a prática de exercícios físicos e desportos náuticos.

A nível nacional, a responsável da Direcção Nacional do Ambiente indica que este ano têm aparecido muitas tartarugas nas praias do país, o que tem motivado muita apanha, mas também muitas denúncias, fruto do engajamento e trabalho de sensibilização junto da população.

terça, 30 agosto 2016 15:10

1 comentário

  • Adriano Silva 30-08-2016 Reportar

    Hoje das 8H00 até ás 11H30 não vi qualquer autoridade policial na praia de Quebra Canela. A prova mais flagrante é que apedar da proibição, muitos banhistas continuam a levar cães que ficam na praia para temos dos presentes. Dona Sónia Lopes toda a gente agradecia que alguém exercesse alguma autoridade nessa praia. Joga-se futebol, há bebedeiras, desordens e ninguém faz nada. O que eu digo é fácil de provar. Tenho pena das tartarugas, num país onde a autoridade vive na clandestinidade e os bandidos estão totalmente á vontade.

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version