Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Jorge Borges chefia missão de observação eleitoral da CPLP à Guiné Equatorial

Jorge Borges Jorge Borges

Jorge Borges vai chefiar a Missão de Observação Eleitoral (MOE) da CPLP às eleições de domingo para o Senado, Câmara de Deputados e Municipais na Guiné Equatorial, anunciou hoje a organização.

 

Num comunicado, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) indicou quinta-feira que a ida da missão surge em resposta a um convite nesse sentido feito pelas autoridades equato-guineenses e que a delegação integra observadores designados pelos Estados-membros e elementos do Secretariado Executivo, permanecendo na Guiné Equatorial entre 10 e 15 deste mês.

Durante a estada na Guiné Equatorial, o mais recente Estado-membro da CPLP (entrou em 2015), Jorge Borges tem previstos encontros com a Junta Eleitoral Nacional (JEN), com outras missões de observação eleitoral internacionais, autoridades nacionais e representantes dos partidos.

A MOE-CPLP vai desdobrar-se em equipas para testemunhar o ato eleitoral em distritos nas regiões insular e continental, visitando posteriormente os locais de contagem dos votos, sublinhou a fonte.

“A CPLP consagra, nos seus Estatutos, a concertação político-diplomática entre os Estados-membros como um dos objetivos gerais da organização, no qual a componente de observação eleitoral tem assumido um papel cada vez mais relevante ao nível internacional”, lê-se no comunicado da organização lusófona.

Cerca de 300 mil eleitores estão inscritos para a votação, aguardando-se a continuação no poder do Partido Democrático da Guiné Equatorial (PDGE, à frente do país desde 1987), apesar de um possível aumento do peso da oposição no Parlamento, onde combate os 99% de assentos parlamentares da força política liderada pelo chefe de Estado, Teodoro Obiang Nguema.

sexta, 10 novembro 2017 07:36

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version