Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Chefes da diplomacia da CPLP discutem implantação da agenda 2030

Chefes da diplomacia da CPLP discutem implantação da agenda 2030 Foto da Lusa

Os chefes das diplomacias dos países da Comunidade de Língua Portuguesa (CPLP) reúnem-se quinta-feira em Brasília para discutir a implantação da agenda 2030 da organização, que assenta no desenvolvimento sustentável.

 

Em comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, refere-se que os chefes das diplomacias "da CPLP discutirão a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável em seus países e aprovarão uma resolução sobre a Nova Visão Estratégica da CPLP".

A visão estratégica da CPLP, organização que completa hoje 21 anos e integra Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, sistematiza as prioridades a guiarem a acção da comunidade nos próximos dez anos.

Em Brasília, os ministros dos Negócios Estrangeiros vão ainda debater o aprofundamento da cooperação com os Observadores Associados da CPLP, grupo formado por Geórgia, Hungria, Japão, Ilhas Maurícias, Namíbia, República Eslovaca, República Checa, Senegal, Turquia e Uruguai.

No comunicado, o Brasil reitera que "a CPLP é um valioso espaço de diálogo político e oferece oportunidades para o desenvolvimento da cooperação sul-sul e para a contínua valorização" da língua portuguesa a nível mundial.

"Ao longo dos últimos vinte e um anos, a CPLP logrou consolidar-se como plataforma de integração e interlocução entre os países de língua portuguesa e entre eles e o mundo, tendo-se tornado um organismo internacional com credibilidade junto à comunidade internacional", completou.

O Brasil ocupa a presidência da CPLP desde a XI cimeira, realizada em Brasília nos dias 31 de Outubro e 01 de Novembro de 2016, sob o tema "A CPLP e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável".

O Brasil passará em 2018 a presidência da organização para Cabo Verde.

segunda, 17 julho 2017 15:55

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version