Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Opinião

No passado dia 22 de Abril o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, deu posse ao que designou de VI Governo Constitucional da II República, um governo liderado pelo MpD, o partido vencedor das eleições de 20 de Março. Depois de um interregno de quinze anos de governos liderados pelo PAICV, o MpD tem a oportunidade de pôr em prática a sua visão de desenvolvimento do país. Propõe retomar a aposta na liberdade económica, no incentivo à iniciativa privada e na identificação e aproveitamento das oportunidades oferecidas pelo mundo globalizado. Manifesta-se frontalmente contra políticas e práticas de governação que aumentam…
sexta, 06 maio 2016 09:00
0
Um faz de Cabo Verde o epicentro do mundo, por isso a história repete-se, e outro uma marca de Cabo Verde projectada no mundo, a nossa música. AME Entre 11 e 16 de Abril, a nossa Capital foi transformada no epicentro do mundo da música e recebeu gente de todo o globo para comprar e vender música e artistas. Ouviu-se música “de la Reunion”, viu-se gentes do Haiti, conversamos com jornalistas e promotores americanos, franceses, austríacos, luxemburgueses e africanos. Nunca visto, algo sem precedentes, sem registo, inédito. Não cabe a nós fazer a sua avaliação social-cultural e económica, nem temos…
sexta, 06 maio 2016 06:00
0
Hoje, dia 20 de Abril, inicia-se uma nova legislatura. O MpD regressa ao poder depois de o ter perdido quinze anos atrás. O PAICV depois ter sido oposição e posteriormente  governo agora volta à oposição. Pela primeira vez temos os dois grandes partidos com experiência alternada de governo e de oposição democrática. Uma nova era na actividade parlamentar poderá abrir-se se a experiência de ter estado nos dois lados do muro for devidamente aproveitada. A realidade vivida da inevitabilidade, a prazo, da alternância no exercício do poder ajudará certamente a conter manifestações de arrogância e de intransigência. Espera-se que também…
sexta, 29 abril 2016 07:17
0
O ano de 2016 vai ser ocupado de largo a largo pelas eleições. Os eleitores cabo-verdianos acabam de escolher, no passado mês de Março, o partido que pretendem que governe. No próximo Verão, a consulta popular será para as eleições autárquicas. Uma classificação habitual das eleições autárquicas – eleições de baixa intensidade – distingue entre eleições locais «do primeiro tipo» e eleições locais «do segundo tipo». As eleições locais do primeiro tipo são as autárquicas que têm lugar num horizonte temporal imediatamente a seguir às parlamentares, cujo lapso é demasiado curto para uma mudança de preferência dos eleitores de partido…
terça, 26 abril 2016 06:17
0
A edição 751 do Expresso das Ilhas faz manchete com uma entrevista a Jorge Santos: “Encaro os desafios com humildade e determinação”. O deputado do MpD é o candidato à presidência da Assembleia Nacional. Jorge Santos foi vice-presidente da Comissão Eventual de Reforma do Parlamento, na legislatura que agora termina, e defende que as mudanças são mesmo para avançar. Nesta entrevista exclusiva ao Expresso das Ilhas, fala-se das razões por trás dessas alterações legislativas, traça-se o perfil desejado para o presidente da Assembleia Nacional e comenta-se as eleições do dia 20 de Março.   Um Parlamento, quatro presidentes, muitas histórias;…
quarta, 20 abril 2016 03:00
0
A uma semana do início de uma nova legislatura e do arranque de um novo governo sente-se no ar o cheiro de mudança. As pessoas talvez apanhadas pela fluidez repentina do que até bem pouco tempo parecia sólido e invariável designadamente no que respeita a indivíduos, entidades, cargos e posições falam de um ambiente mais leve como se um pesado fardo tivesse sido levantado. As expectativas são difusas mas sempre apontando para mais dinâmica na actividade económica, mais emprego e mais qualidade de vida. Em relação à situação actual do país e às dificuldade a serem vencidas para se ultrapassar…
sexta, 22 abril 2016 09:00
0
A vinda a público dos já internacionalmente conhecidos Panama Papers revelou, mais uma vez, a importância de um jornalismo de investigação caracterizado pelo rigor e independência. Nos mais 11 milhões de documentos analisados e disponibilizados ao público pelo Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação (CIJI) foram postos a nu inúmeros interesses duvidoso vindos não só de todas as esferas da vida política, económica, empresarial, social e cultural como também do submundo do tráfico e das redes de terror. Com a ajuda de uma empresa de advogados, Mossack Fonseca, conseguiam colocar-se a salvo de autoridades fiscais e policiais e fora do…
quinta, 14 abril 2016 10:00
0
‘Na Esquina do Tempo’, um projecto nascido em Agosto de 2009, que depois virou livro – Crónicas de Diazá – passou a blogue, voltando a ser de novo livro – Crónicas de Mindelo – é, a partir de agora e com uma regularidade quinzenal, página impressa de jornal. O autor de O Escravo, o primeiro romance de temática cabo-verdiana, publicado em 1856, é uma figura curiosa e intrigante pelo facto de que a sua vida e obra são pouco ou nada conhecidos. José Evaristo d’Almeida é português reinol cujas origens e data de nascimento e morte continuam sendo desconhecidas. Sabe-se…
segunda, 11 abril 2016 06:00
0
quinta, 07 abril 2016 16:37
0
O novo Governo, embora governando em maioria absoluta, não deve prescindir do princípio democrático de negociação séria sobre o OE com as oposições e, desse modo, servir eficazmente os interesses do respectivo eleitorado e do país. Os diferentes indicadores são muito claros. Cabo Verde apresenta, neste início da primavera de 2016, os indicadores das finanças públicas, e vários indicadores das empresas não financeiras numa situação calamitosa. Desde 2009, o rácio da dívida pública em percentagem do produto interno bruto (PIB) tem registado uma tendência crescente, num quadro de quase estagnação económica e de manutenção de défices orçamentais muito acima dos…
quinta, 07 abril 2016 06:00
1
  Fogo foi expressivo, Santo Antão foi resgatado, S. Vicente foi estrategicamente isolado há 15 anos. It´s time! As eleições de 20 de Março de 2016 fecham mais um ciclo da vida política do país. Um país com 556 anos de História, 41 anos de independência, 15 anos de um regime de partido único e 25 anos de democracia. No arquipélago, apenas a ilha do Fogo ainda não tinha experimentado a onda da mudança e os ventos da liberdade, por isso a vitória na ilha do Vulcão foi expressiva. Bastaram 41 votos para fazer a diferença. O seu protagonista, JN…
quarta, 06 abril 2016 06:00
5
A todos os caboverdianos, O ensino superior tem sido uma das principais conquistas de Cabo Verde, desde a sua independência em 1975. O imperativo do desenvolvimento passa fundamentalmente pela formação avançada dos nossos recursos humanos. Foi assim que em 2001  foi criada a Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, embora sendo privada. Em 2004 foi criada a Comissão Instaladora da Universidade Pública de Cabo Verde, com a missão de se garantir um ensino superior a todos. Pelo decreto lei nº 53/2oo6, de 20 de Novembro, foi criada a Uni-CV, pautando-se pelos seguintes valores: a liberdade de criação, de promoção de…
terça, 05 abril 2016 06:00
1
A dimensão do espaço de realização pessoal que a mulher tem numa determinada sociedade é quase universalmente considerado um indicador do nível civilizacional. Cada vez mais vêem-se mulheres nas mais diferentes posições em todas as esferas da vida designadamente política, económica, social, intelectual e cultural e até militar em teatro de guerra. Progressivamente nada parece ficar fora e antigos espaços ciosamente reservados aos homens  acabam por ceder não obstante resistências localizadas. Em Cabo Verde aparentemente não há qualquer espaço restrito. Ninguém torce o nariz à partida perante a possibilidade de uma mulher ocupar qualquer cargo público ou privado. Também não…
quinta, 07 abril 2016 08:00
0
Cremos razoável, os associados do SES - Serviço Social da PN exigirem um balanço e prestação de contas deste serviço – pois, nem tudo o que parece ser é! O SINAPOL – reuniu-se, recentemente, com o SES da PN e esteve a refletir largamente, as últimas manobras e os meandros deste serviço. Não obstante a receção ter sido positiva, algo carece de rigor, analítico. Afinal, a politização do SES pode estar comprometida, notória e possivelmente lesando os associados. Questão, alias, inquietante que se nos interpela, todavia, pelos seguintes motivos e pressupostos:   No entender do SINAPOL o SES devia constituir,…
segunda, 28 março 2016 15:03
0
É consenso geral que com a vitória do MpD nas legislativas de 20 Março se fechou um ciclo político em Cabo Verde. A percepção de que se estava em fim do ciclo generalizou-se com uma rapidez estonteante nos últimos meses, em particular nas duas semanas de campanha eleitoral. As problemáticas do emprego, do baixo crescimento da economia e da insegurança dominaram os discursos dos políticos e queixas dos cidadãos. A confiança no governo do PAICV deteriorou-se rapidamente com a vinda a público de casos de gestão deficiente da coisa pública. Chamaram particularmente a atenção a persistência na má-gestão da situação…
quarta, 30 março 2016 08:08
0
Cabo Verde vai a eleições para a escolha do novo governo no dia 20 de Março. Vários partidos disputam os votos para a eleição de deputados à Assembleia Nacional. Felizmente que de entre eles há partidos que podem constituir alternativas de governo. A democracia estaria fragilizada se, em qualquer circunstância, mas particularmente após quinze de governo por um único partido, não houvesse partidos ou coligação de partidos que oferecessem a possibilidade de uma alternância credível do poder. Quinze anos é muito tempo e naturalmente que a governação por uma única formação política durante três legislaturas seguidas tende a condicionar as…
quinta, 24 março 2016 09:30
1
Ouvindo as declarações do Sr. Primeiro-ministro sobre a privatização dos portos e logo de seguida sobre a situação cada vez mais complicada da TACV a primeira pergunta que nos ocorre, é: estará o governo ainda em “estado de graça”? Só pode ser, considerando que ainda culpa o governo anterior e não se sente compelido a assumir que errou ou que as suas políticas falharam em produzir o resultado pretendido. Ninguém acreditaria que quem fala assim encontra-se no fim de mandato do seu terceiro governo consecutivo. É consenso geral nas democracias que aos governos recém-empossados se dá um máximo de seis…
quinta, 17 março 2016 08:00
0

Expresso das Ilhas

Top Desktop version