Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Hoje é dia de Expresso das Ilhas. Destaques da Edição 808

Nesta edição, o Expresso das Ilhas faz manchete com a entrevista a Ulisses Correia e Silva: Queremos duplicar o rendimento das famílias na próxima década. Um ano depois da aprovação do programa do governo, o Primeiro-Ministro aceitou falar com o Expresso das Ilhas. Mais do que um balanço, é uma conversa sobre uma visão para o país. Que Cabo Verde quer Ulisses Correia e Silva no final deste primeiro mandato e como pensa lá chegar, é o resumo desta entrevista.

 

Também neste número, a reportagem: CRASDT – Uma história de “lavagem cerebral” e de torturas. Toda a gente a viu na televisão, em Junho do ano passado, acérrima, a defender a Congregação Reformada dos Adventistas do Sétimo Dia de Tendas (CRASDT) e o líder, seu marido, Inácio Cunha. Mais tarde, defendeu-o também, na Justiça, contra as acusações de que este era alvo, nomeadamente de maus tratos ao cônjuge. Mentiu e hoje, sem medo das consequências, assume a mentira. Ao fim de dez anos sob as Tendas, Délcia Nascimento, conta a sua história. Uma história de “lavagem cerebral” e de torturas vivida no seio de uma congregação religiosa onde o fundador rege tudo e todos. Esta é a sua versão dos factos, em vários pontos semelhante às de outros ex-membros da CRASDT.

A reestruturação TACV, é outro dos destaques. O Governo anunciou o fim da operação doméstica da TACV a partir de Agosto. Os voos inter-ilhas passam a ser assegurados, apenas, pela Binter Cabo Verde que cede 49% do seu capital ao Estado. Também o sector de voos internacionais e de manutenção e engenharia vão ser reestruturados e privatizados.

Ainda o desporto: Gracelino Barbosa tricampeão do Mundo na Tailândia. O atleta paralímpico cabo-verdiano conquistou três medalhas de ouro no Campeonato do Mundo realizado pelo INAS em Banguecoque, na Tailândia nas disciplinas dos 100 metros livres, 110 metros barreiras e 400 metros barreiras em apenas três dias.

No interior, a opinião de José Almada Dias, Crioulos não independentes, liberdade, vistos e patriotismos utópicos (I); Eurídice Monteiro, Nha Nácia Gomi: Homenagem falhada; Eurico Correia Monteiro, O visto, a independência e a reciprocidade; Manuel Brito-Semedo, Capitão dos mares, só na imaginação; e de Rozy Alfama, Um “equívoco do escutismo em Cabo Verde.

 

 

 

 

 

quarta, 24 maio 2017 18:07

1 comentário

  • Antonio 24-05-2017 Reportar

    Vamos fingir que tacv é assunto sem importancia

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version