Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Hoje é dia de Expresso das Ilhas. Destaques da Edição 805

Nesta edição, o Expresso das Ilhas faz manchete com a entrevista a Luís Vasconcelos Lopes, CEO da IMPAR e PCA do BCN: “Um banco com o DNA do sector privado”. Reforçar a ligação entre banca e seguros, melhorar as condições de acesso ao crédito para empresas e particulares estão entre as ambições do renovado Banco Cabo-Verdiano de Negócios (BCN), agora detido maioritariamente pela IMPAR, depois de concluído o negócio com o BANIF. Um novo capítulo na história de um banco que se reposiciona destacando a matriz cabo-verdiana e a ligação accionista ao tecido empresarial nacional. Luís Vasconcelos Lopes é o PCA.

 

Também neste número, Política para a indústria: O cenário do sector em Cabo Verde. Até ao final de Julho devem ser conhecidas as reformas para a política industrial cabo-verdiana, como garantiu o Primeiro-Ministro no final da reunião do Conselho Nacional do Desenvolvimento Empresarial, no passado dia 24 de Abril, que juntou no Palácio da Várzea governo e privados. O documento orientador já existe, chama-se Proposta de Agenda interinstitucional para a reforma do quadro da política industrial de Cabo Verde, um estudo feito em parceria entre as câmaras de comércio do Sotavento e Barlavento e o Ministério das Finanças.

Cabo Verde Fast Ferry em incumprimento com obrigacionistas, é outro dos destaques. A Cabo Verde Fast Ferry (CVFF) está a passar por uma situação financeira complicada, resultando, mais uma vez, no incumprimento para com os obrigacionistas. O Instituo Nacional da Previdência Social (INPS) – um dos credores obrigacionistas da CVFF – não recebe os juros da empresa desde 2012. Face ao incumprimento dos compromissos assumidos, os obrigacionistas reuniram-se para analisar a situação da CVFF, que neste momento é considerada deficitária.

Ulisses Correia e Silva: O nosso espaço natural é a Europa. Em entrevista ao semanário português Expresso, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, defende que o país tem de se aproximar cada vez mais da Europa. Para o chefe do executivo o primeiro passo está dado com a isenção de vistos para os cidadãos da União Europeia. No futuro, espera que haja reciprocidade. 

Também esta semana, Vasco Martins com os músicos: Ruído, música e silêncio. De onde vem o ditado ‘o silêncio é de ouro’? Na verdade é um daqueles ditos curtos, como os haykus japoneses, que dizem o essencial. Muitos músicos, portanto pessoas que lidam com o som, falam do silêncio. Há uma necessidade filosófica nessa premissa: que na verdade a grande música é o silêncio. Pode ser também o silêncio grandioso da natureza, quando está em plena expansão sonora: trovoadas, tempestades, vento forte, ‘white noise’ do oceano quando respira. Músicos de rock, que nos ensaios e nos concertos debitam decibéis prodigiosos, ouvem depois…Mozart…ou Steve Reich.

Ainda nesta edição, CEDEAO e Parlamento Pan-africano em visita conjunta inédita a Cabo Verde. Pela primeira vez Cabo Verde recebeu em simultâneo os presidentes dos parlamentos da CEDEAO e Pan-africano. Uma visita inédita que juntou na Praia os líderes de duas das mais importantes casas parlamentares comunitárias africanas. Roger Nkodo, presidente do Parlamento Pan-africano, explicou que a sua visita a Cabo Verde teve como principal objectivo sensibilizar as diversas autoridades nacionais para a importância da ratificação do protocolo de Malabo, que indica a transformação do Parlamento Pan-Africano num órgão legislativo, em vez de se limitar às funções consultivas e fiscalizadoras. Moustapha Cissé Lo, presidente do parlamento da CEDEAO, procurou incentivar a uma maior integração cabo-verdiana no espaço comunitário da África Ocidental.

No interior, a opinião de José Almada Dias, Projectar o Maio para o futuro! (II) e de Pedro Ribeiro, Como adequar as receitas fiscais ao tão almejado crescimento económico? (II).

 

 

 

 

 

quarta, 03 maio 2017 00:35

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version