Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

INE: Défice da balança comercial aumenta 0,3%

Importações e exportações caíram no terceiro trimestre deste ano relativamente ao mesmo período do ano passado. Deficit da balança comercial aumentou 0,3% e a taxa de cobertura diminuiu em 0,7 pontos percentuais.

 

Cabo Verde não exportou qualquer produto para o continente africano no terceiro trimestre deste ano, mostra hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE) no seu relatório sobre o comércio externo nacional onde se vê igualmente uma queda no valor das exportações nacionais que passaram de 1,4 milhões de contos no terceiro trimestre de 2016 para 1,2 milhões de contos este ano.

Neste terceiro trimestre a Europa manteve-se como o principal cliente de Cabo Verde absorvendo 97,1% de todas as exportações com origem em Cabo Verde. “Relativamente aos países com os quais Cabo Verde mantém relações comerciais, constata-se que, a Espanha, lidera o ranking dos principais clientes de Cabo Verde na zona económica europeia, representando, no 3o trimestre de 2017, cerca de 77,9% do total das exportações. Portugal ocupa o segundo lugar na estrutura das exportações, com 18,7%, aumentando 0,3 p.p., em relação ao mesmo período do ano de 2016”, avança o INE.

Se, como já foi referido, as exportações para o continente africano não existiram no terceiro trimestre deste ano, o mesmo já não se pode dizer das importações. Apesar de o volume total de importações ter diminuído no terceiro trimestre deste ano, as importações com origem em África aumentaram em volume (de 439 mil contos para 462 mil contos) o que consolidou o continente africano como o terceiro maior vendedor para Cabo Verde sendo a Ásia o segundo. A Europa manteve-se como o principal fornecedor de produtos para Cabo Verde, isto apesar de se notar um decréscimo acentuado no volume de negócios (cerca de 15 milhões de contos no 3º trimestre do ano passado para 13 milhões em igual período deste ano).

“Portugal (mesmo tendo diminuído em 3,3 p. p.) lidera entre os fornecedores de Cabo Verde, com 43,3% do total, (…) a Espanha e os Países Baixos registaram reduções no montante das suas exportações para Cabo Verde, de 48,0% e 20,8%, respectivamente, no 3º trimestre 2017, em comparação com o mesmo período do ano transacto”, lê-se no documento publicado pelo INE.

terça, 31 outubro 2017 10:07

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version