Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Cabo Verde e UE assinam protocolo de 500 mil euros para o sector dos transportes

Cabo Verde vai beneficiar de um financiamento de projecto no sector dos transportes no montante de 500 mil euros, dentro do Programa Indicativo Regional (PIR) do 11º Fundo Europeu de Desenvolvimento, anunciou hoje o Governo.

 

O protocolo foi assinado hoje em Bruxelas, pelo Ministro das Finanças, Olavo Correia, e o Comissário Europeu de Cooperação e Desenvolvimento Internacional, Neven Mímica. O governante cabo-verdiano participa no Comité de Orientação Estratégica “União Europeia – África Ocidental, que começou ontem e termina hoje em Bruxelas.

De acordo com um comunicado do Governo, no âmbito do mesmo encontro, foi anunciado que Cabo Verde vai beneficiar de outros financiamentos importantes, nomeadamente, apoio à competitividade, no valor de 5 milhões de euros, e apoio à regionalização do Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial, 2 milhões de euros.

“A participação activa de Cabo Verde durante todo o processo de programação do PIR contribuiu decisivamente para um aumento muito considerável dos fundos postos a disposição do país, assim como da integração do arquipélago na CEDEAO”, lê-se no documento.

Orador nacional do Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED), Olavo Correia defendeu que nenhum país pode desenvolver-se sem paz, segurança e estabilidade. Por isso, pediu uma atenção especial para Cabo Verde enquanto país insular, criando condições com meios marítimos e aéreos para combater “todos os crimes que acontecem nos nossos mares e na nossa Zona Económica Exclusiva”.

Além do ministro da Finanças, o país está representado no Comité de Direcção estratégica “União Europeia – África Ocidental”, pelo Embaixador da União Europeia em Cabo Verde, José Manuel Pinto Teixeira e do chefe da cooperação Luís Maia.

O Comité visa avaliar e identificar as próximas etapas da implementação do Programa Indicativo Regional e aprofundar várias áreas de cooperação de interesse comum, como a integração regional, económica e comercial, paz e segurança e estabilidade, a segurança alimentar e resiliência no Sahel, entre outros.  

quinta, 15 junho 2017 15:53

1 comentário

  • Ramalho 16-06-2017 Reportar

    Cred! 55 mil contos? O consultores levam tudo e nao fica nada.

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version