Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Pescar menos e com mais qualidade pode gerar benefícios de 83 mil milhões de dólares - Banco Mundial

Um estudo do Banco Mundial revela que pescar menos, mas com mais qualidade, pode gerar benefícios médios de 83 mil milhões de dólares por ano para o sector pesqueiro.

 

O dinheiro é essencial para países em desenvolvimento e para melhorar a segurança alimentar global. Segundo o órgão, reduzir a pesca no mundo permite que os stocks de peixes se recuperem da super-exploração.

Assim, os peixes conseguem ganhar mais peso e valer mais no mercado, gerando lucros financeiros entre US$ 3 mil milhões e US$ 86 mil milhões. Com os stocks de peixe mais saudáveis, a demanda global pelo pescado será alcançada e a segurança alimentar pode melhorar em muitos países.

Segundo o Banco Mundial, o estudo confirma que "aliviar um pouco a situação dos oceanos realmente traz benefícios", não só para o ecossistema mas também para a redução da pobreza.

O estudo menciona experiências de sucesso no Peru, no Marrocos, nas ilhas do Pacífico e em países da África Ocidental. Essas nações mostraram ser possível reduzir a sobre-pesca e, ao mesmo tempo, melhorar a renda das populações de áreas costeiras.

Cerca de 90% das zonas pesqueiras monitorizadas pela agência da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, estão com a capacidade esgotada ou existe sobre-pesca.

Os peixes também sofrem as pressões da poluição, do desenvolvimento costeiros e dos impactos da mudança climática. O Banco Mundial tem vários projectos para ajudar os países a melhorar o maneio dos seus sectores de pesca e promover a sustentabilidade.

 

quinta, 16 fevereiro 2017 08:18

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version