Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Recomendação para ouvir: Blacksploitation – a época de ouro do cinema negro

1970. Volto uma vez mais aos anos de ouro da música – toda a década de 70. Como disse o famoso produtor da Daptone Records – Gabriel Roth – “há tanta música boa feita na década de 70, que penso centrar as minhas audições apenas nessa década… não vou ter tempo para mais”.

O surgimento de temas incontornáveis, álbuns que fizeram história (lembro-me de “Waht’s going on”… “There’s a Riot goin’on”… “Construção”… para só citar o primeiro ano da década) foram essenciais para a música. A isso, ainda podemos juntar os movimentos musicais que nasceram nessa década. Como, aqui pelo nosso Cabo Verde, estamos em vésperas do nosso festival de cinema, porque não abordar e propor uma das obras, de um dos grandes movimentos musicais que surgiram nesta magica década.

Pois, logo no início dos anos 70, surge um movimento de cinema, altamente reivindicativo, com directores e actores negros. Ainda a maioria destes filmes contava com bandas sonoras de altíssima qualidade. Falamos do movimento – Blacksploitation… na minha opinião, a mais preciosa época da história das bandas sonoras.

No cinema, abordavam as mais variadas temáticas como crime, a acção, e até o terror.

Os músicos, eram nomes como Marvin Gay, Isaac Hayes, Curtis Mayfield, entre outros.

Na música, as bandas sonoras de “Shaft”, “Superfly”ou o grandioso “Coffy”, marcaram para sempre a historia das bandas sonoras e da música Soul no geral.

Dessa revolução, fica então a proposta de “Coffy” para audição, produzida pelo conceituado Roy Ayers.    

 

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 827 de 04 de Outubro de 2017. 

 

segunda, 09 outubro 2017 06:05

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version