Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

União Europeia abre concurso de curtas para PALOP e Timor Leste

Jovens cineastas dos cinco Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e de Timor Leste podem candidatar-se ao concurso de curtas-metragens aberto pela União Europeia a 10 de Fevereiro e cujo prazo de candidaturas segue até 26 de Março.

 

Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste formam o grupo beneficiário do programa de cooperação regional com a União Europeia, o PALOP-TL/EU, que comemora agora 25 anos.

É no âmbito desta efeméride e para “contribuir para o reforço da identidade comum dos PALOP-TL” que surgem uma série de iniciativas culturais e académicas, dentre as quais este concurso de audiovisual que garante a oportunidade aos seis vencedores – um por cada país integrante do grupo – de receberem um fundo para a produção do filme.

Os realizadores premiados poderão ainda participar de uma residência artística a realizar-se em Maputo, Moçambique, de 24 de Abril a 5 de Maio de 2017.

As obras a concurso deverão ser inéditas e cumprir com os critérios técnicos formais de uma curta-metragem, nomeadamente não ter mais do que trinta minutos de duração.

O conteúdo das narrativas cinematográficas deverá responder ao propósito da competição – que promove também a igualdade de oportunidades de género -  de “reforçar o conhecimento sobre a diversidade e semelhanças entre as várias culturas nacionais, no contexto de uma história e língua oficial comuns”.

A Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde é parceira da iniciativa e está a divulgar o concurso entre os seus associados, incentivando a participação.

Mais hipóteses de financiamento internacional e outras formas de apoio a projectos de cinema - quer ficção, quer documentário, tanto para curtas como para longas-metragem - estão anualmente disponíveis e podem ser encontrados online.

O site http://www.filmdaily.tv/grants é um dos que agrega dezenas de oportunidades, categorizando inclusive por região do globo. Neste momento é possível encontrar sob o título Best Film Grants for African Filmmakers concursos abertos para guionistas, para distribuição de filmes africanos na Suíça, para produção de documentários, para residências criativas, entre muitas outras oportunidades.    

                                 

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 794 de 15 de Fevereiro de 2017.

sexta, 17 fevereiro 2017 13:20

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version