Expresso das Ilhas

Switch to desktop Register Login

Cinema nacional com três estreias em Fevereiro

Estreiam esta sexta-feira duas produções audiovisuais, um documentário na Cidade da Praia e uma longa de ficção em Mindelo. Na próxima semana será a vez do novo filme de Júlio Silvão.

 

Depois da ante-estreia no final de Janeiro, estreia amanhã em Mindelo a longa-metragem “Mor”, produção da Osga Filmes realizada por Neu Lopes. A história desta que é a segunda ficção da produtora de “A Boneca” gira à volta de um triângulo amoroso com desdobramentos surpreendentes e alterna-se entre Mindelo e Santo Antão.

Com equipa e elenco totalmente locais, “Mor” resulta de um guião original e traz também banda sonora composta de temas inéditos.

O filme estará em exibição comercial em Mindelo para depois tentar a inscrição em festivais nacionais.

Do Mindelo para Praia, da ficção para o documentário. No Centro Cultural do Brasil faz-se amanhã a exibição do filme “N tem um sonho” com assinatura da cabo-verdiana Cindy Baptista e do italiano Nicoló Veronesi.

O documentário de 22 minutos resulta do programa de residência artística “Dreamers”, que entre 2013 e 2014 promoveu o intercâmbio entre jovens artistas cabo-verdianos e italianos, primeiro na cidade de Trento, em Itália e depois na capital cabo-verdiana.

Tendo a arte enquanto ferramenta de transformação social como pano de fundo, o filme segue o grupo de artistas que, inspirados pelo célebre discurso “I Have a Dream” de Martin Luther King, reflectem sobre os seus percursos artísticos e persistem nos seus sonhos.

Para a próxima quinta-feira, 23, está agendada a primeira apresentação pública do docu-drama “Barragem de Esperança”, que acontece na Livraria Pedro Cardoso.

Neste que é o seu oitavo filme, Júlio Silvão acompanha as expectativas, os conflitos e desfechos resultantes da construção da barragem de Figueira Gorda, em Santa Cruz de Santiago.

“A força deste filme são todos os conflitos que se eclodiram à volta da sua construção, porque é uma barragem que foi construída numa ribeira, onde os agricultores faziam a colheita duas vezes ao ano, prática que é difícil em Cabo Verde”, adiantou o cineasta à Inforpress.

Entretanto, em diferentes fases de produção encontram-se mais dois filmes. Enquanto “Master’s Plan” de Yuri Ceunink - um documentário que imerge nos bastidores da CRASDT - está na fase final das filmagens, “Sukuru”, a nova ficção de Samira Vera-Cruz que incide sobre a esquizofrenia, está ainda em pré-produção, com o casting do elenco a decorrer.

quinta, 16 fevereiro 2017 18:20

Deixe um comentário

Os campos com (*) são obrigatórios.

Expresso das Ilhas

Top Desktop version